O biólogo marinho e Professor da Universidade de Cabo Verde, Rui Freitas fez parte duma investigação nas águas profundas de zonas costeiras de Cabo Verde através da Campanha Internacional POS532 da Geomar da Alemanha a bordo no NI Poseidon com a colaboração da Uni-CV entre os dias 4 a 24 de fevereiro.

A investigação no Poseidon tinha como missão estudar os ecossistemas do oceano profundo das ilhas de Cabo Verde usando uma variedade de tecnologias de observação subaquática por gravação de vídeos bem como a combinação com amostras vindo de pequenas redes. Esta investigação permitiu observar a biodiversidade do oceano profundo da coluna de água, mas também no fundo do mar, podendo assim estabelecer uma base de referência da biodiversidade profunda bem como compreender a funcionalidade dos ecossistemas do oceano profundo e a conexão entre as zonas superficiais e profundas do oceano.

Além dos cientistas, o Poseidon levou bordo o JAGO, submergível tripulado que nesta missão mergulhou até aos 380 metros nas íngremes encostas de Santo Antão e Fogo. O JAGO observou, conseguiu filmes e fotografias únicas de feições geológicas, corais, peixes, conseguindo imagens incríveis e inéditas das profundidades do nosso mar como a lagosta rosa que foi observada pela primeira vez no seu habitat natural.

Foram registadas imagens inéditas das águas profundas de Cabo Verde, espécies novas e diferentes espécies no seu habitat natural, o que trouxe uma série de novas informações e dados para a ciência marinha de Cabo Verde a partir desta campanha.

Para mais informações poderá visitar os seguintes links:

  1. http://www.oceanblogs.org/capeverde/2019/02/22/pos532-first-observations-on-deep-water-benthic-communities-in-cabo-verde-coastal-areas/
  2. http://www.oceanblogs.org/capeverde/2019/02/20/pos532-cape-verde-cruise-tiefseeforschung-vor-den-kapverden/
  3. http://www.tcv.cv/index.php?paginas=47&id_cod=75972

Rui Freitas no JAGO